Contracapa.jpg
Stéfanie_Medeiros.jpg

Stéfanie Sande
É escritora e doutoranda em escrita criativa na PUCRS, autora dos romances “O último verso”e “Virgínia”.

PÉ RACHADO​

recebo o programa da peça com o nome dos artistas e vários
poemas sobre o que essa cidade é e eu aqui nascida em berço
esplêndido não reconheço nos versos as veias por onde meu 
sangue corre mas por uma felicidade do destino quem sabe 
uma reparação cósmica também escrevo versos então cá 
estou passando o errorex pois corretivo tem o mesmo valor
semântico mas não tem o mesmo impacto sonoro então

vamos lá

a cuiabá que eu conheço não é essa de nomes pesados anos
passados tradição e matagal e uma ofensa pessoal por não 
usar a maiúscula em nome próprio deus me livre e guarde
o atrevimento dessa criatura pode até ser típico mas de 
que adianta se a pessoa não gosto de farofa mas deixa 
isso quieto e volta ao assunto identitário sobre o que pode
até ser mas para mim não é e assim sendo e por ai vai

pois é

cuiabá é quinta à noite no cine teatro o felipe atrasado eu
correndo no amarelo do semáforo o asfalto quente sob a sola
dos pés trezentos e três comprimidos nos meus trinta anos
tudo gira em torno do meu coração aquariano o asfalto quente
que impulsiona o salto que ampara a queda e que é tão duro
que racha o pé veja bem cuidado com o pé rachado pois

cuiabá não tem só impacto sonoro
tem também valor semântico
e quatro vogais