pixé_05.jpg

Priscila Darolt 
Possui graduação em Letras Português/Inglês pela UNEMAT -Universidade do Estado de Mato Grosso. Especialista em “Informática Aplicada à Educação” pela Faculdades Integradas de Diamantino. Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em ESTUDOS LITERÁRIOS – UNEMAT, Tangará da Serra, abordando a poética de D. Pedro Casaldáliga. É professora da Educação Básica do Estado de Mato Grosso, editora e revisora da Revista Literária Lit’rouxas e poeta.

A HORA DA RETIRADA

Chegou
A hora de retirar-se.
Se fosse para fazer a mala
Tudo nem caberia:
Recolher as poucas peças de roupas
Expostas no varal
Os santos do singelo altar
E a noite com resplendoroso luar
O amanhecer mais cintilante
Às margens do Araguaia
A bandeira de luta 
Pela defesa da terra
O anel de tucum
Feito pela tribo indígena. 

Os sonhos, as lutas e as conquistas
O exemplo de resistência
A característica da subversão
A paz dos oprimidos
A saúde do povo sofrido
A homilia no altar dirigido
O discurso já fatigado
Os passos até ali trilhados 
O chapéu de palha sovado
O sorriso dos ribeirinhos
A esperança de uma criança 


E fiel
Contigo apenas levaria 
Os minutos de alegria
Os exemplos de gratidão
As minúcias tão valiosas
Escolheria levar na mala:
Os restos ainda da miséria
Os exemplos de corrupção
A igreja que não anuncia 
A verdade a vossos irmãos
Levaria também a crueldade 
A vaidade e a humilhação 

É hora da retirada
De ter sua cruz cravada 
Numa cova simples de terra 
De costas para o Araguaia 
Em ato de subversão.
 

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook