© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook

Natan Barreto 
Nasceu em 1966, em Salvador. Viveu em Paris e Roma, e está radicado em Londres desde 1992. É tradutor e intérprete formado pelo Institute of Linguists, e pedagogo pela London South Bank University. Escreveu seis livros de poesia, dentre os quais, Sob os telhados da noite (1999); Movimento imóvel (2016), que recebeu uma Menção Honrosa da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro; Um quintal e outros cantos (2018), vencedor do Prêmio Sosígenes Costa de Poesia, concedido pela Academia de Letras de Ilhéus; e O ritmo da roda: poemas fotográficos (2019).

DAQUI DO QUARTO

 

Daqui do quarto adentro

o tempo já desfolhado
do que foi feito
e se desfez.

Chuva nas folhas,
vento no vasto,
janela (o entrevisto),
luar desnudando os galhos.

Silêncio denso,
bichos beirando o sono aceso:
sonhos de presas,
de gritos, fugas.

Aqui na carne deito
camadas
de tantos nadas
que o agora (meu)
engole
como se água fossem.

Sumir não nos sustenta,
mas há pegadas
que lumem
na solidão de quem nasce
(museus se miram,
e se entrelaça o tempo).

Aqui no quarto
a noite
não é parede negra:
pairam tempos.