Marta Cortezão 
É amazonense, nascida em Tefé. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, de 2015 a 2016. Em 2017, lançou seu primeiro livro de poesias e poemas, cujo título é “Banzeiro Manso”. É membro da Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-amazônicos – ABEPPA e da Academia de Letras do Brasil – Amazonas – ALB/AM

FOTOGRAFIA

Hoje, recebi súbita visita,
cujo olhar invadiu minhas entranhas,
acendeu-me volúpia esquisita
e pintou-me a libido de façanhas.

Pretérito querer me revisita,
e aqui estou eu... refém das artimanhas,
porque o sanhudo fado não hesita
em abrasar-me loucas e vis manhas...

Teu olhar decifrou-me os pensamentos;
o silencio gritou feros desejos;
meu corpo te implorou atrevimentos,

paixão, insanos beijos e gracejos...
Vem, despe-me das vestes, dos tormentos...
Na foto, só teu riso... vãos lampejos.
 

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook