35.jpg

Marília Beatriz de Figueiredo Leite 
É professora fundadora da UFMT, adjunta nível IV; mestre em Comunicação e Semiótica, pela PUC-SP. Ocupa a cadeira nº 2 da Academia Mato-grossense de Letras. Publicou O mágico e o olho que vê (Edufmt, 1982) e De(Sign)Ação: arquigrafia do prazer (Annablume, 1993) e Viver de Véspera (Carlini e Caniato, 2018).

AMOR URGENTE

hoje é urgente 
esconder as folhas secas caindo
das árvores do cerrado
cada ruga 
que enrosca nossa face
e forma nosso corpo.

hoje é indispensável 
entesourar as vozes
guardar o otimismo
e pote com água
armazenar o filtro d’água fria
que saúda a manhã.

hoje é imprescindível 
escutar a melodia
e retirá- la generosa 
das campinas etéreas
que compõem 
os encontros amorosos.
só o amor saboreia!

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook