17.png

Mardson Soares 
Nasceu em Bom Jesus (PI), em 13 de setembro de 1992. Diplomado em Direito pela Universidade Católica de Brasília. Poeta e Cronista. Pertence à Associação Nacional de Escritores, sediada em Brasília-DF. Há poemas seus em jornais, revistas e sítios literários do Brasil, de Portugal e de Moçambique.

O que se vê
é superfície da vida.

Não vemos as manhãs
nos invernos.


Mas o céu
o sol
e a chuva.

Um jasmim
desalado
no vento
em nossa cercania.

O que se vê
é superfície
e não mais 
que superfície.

Bom mesmo
tão seria
ver a palavra
mais aguda
ao calor dos dicionários.

Mas isso
ninguém vê
ninguém busca.

Que se buscássemos
nos perderíamos
em palavras
e palavra
alguma
serviria.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook