pixé_08.jpg

Marcos Almeida Pfeifer
É jornalista, 39 anos, que quando canta, toca violão e está entre amigos gosta de ser chamado de Caco. Meu coração pulsa com a música e a poesia brasileira de Tom Jobim, Milton Nascimento, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Roque Ferreira, Clementina de Jesus. Tenho 17 anos de rádio em emissoras de Porto Alegre, como a Rádio da Universidade onde atuei como produtor, apresentador e repórter até 2015. Há 5 anos conto histórias e apresento música gaúcha, popular brasileira e sul-americana no programa Falando da Terra na radiosul.net - Sou graduado em jornalismo pela UFRGS (2009) e trabalho também como revisor. Já fui professor voluntário de Geografia em Pré-Vestibular Popular de Porto Alegre. Acredito na arte e na música como transformadoras do ser humano.

HORÁRIO – TEMPO POÉTICO

Luz e treva sem fundem, 
restando desse encontro, 
pequenas luzes no piscar das estrelas, 
como a mostrarem mundos,
 em meio a  escuridão do universo.

E nossos olhos com arte, 
sintetizam os versos da natureza...assim. 
Num momento brejeiro, de cismar com os grilos, 
Preenchendo a casa, a alma.

E aqui embaixo, olhamos a terra 
qual o Espaço
As ruas escuras, 
das partes baixas e nos morros
vão acendendo suas estrelas
nos postes irregulares 
da luz urbana

Da artificial vida que nos impõem
Que não se enganem,
Almas de seres que são
Acendedores de luz
Em suburbana realidade

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook