41.jpg

Manoel Mourivaldo Santiago-Almeida 

É professor titular da USP, especialista em crítica textual e escreve...

SEU EFEITO

Fui para o futuro
Sei que estou (estava) no passado
No mais-que-perfeito
Então o futuro também já era (é) o pretérito 
Mas sempre tem tudo do (no) presente 
Você tinha que ir embora 
Parecia querer ficar 
Então senti o toque de sua alma...
Minh’alma o seguiu sem perguntas
Agora estou no gerúndio...
E no particípio presente
Mas quando não quiser ir embora
E decidir ficar
Eu fico também
Assim poderei reaver o que seu toque levou: minh’alma!
Não ma devolva, porém!
Porque quando não tiver que ir embora
Temos a chance de experimentar tudo
De todos os modos, tempos e aspectos

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook