© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook

Lucinda Nogueira Persona 
É escritora, poeta, professora e membro da Academia Mato-grossense de Letras. Nasceu em Arapongas, PR, e vive em Cuiabá, MT. Estreou na poesia em 1995 com o livro Por imenso gosto. Publicou, entre outros: Ser cotidiano (1998), Sopa escaldante (2001), Leito de Acaso (2004), Tempo comum (2009), Entre uma noite e outra (2014) e O passo do instante (2019).

EM PARIS

Nele havia
uma aparência
de demência
jeito de quem
pelos gestos
apunhalava a esmo
rasgava o vento
chutava a tarde
enquanto percorria
a via que à alma
melhor lhe parecia
de tal modo que
oprimido e acossado
sua inclinação era
a de alguém expulso
do meio da vida
por algum revés
reinava o caos
era insano o que
dele se desprendia
e ao desconforto
de seus tormentos
pisoteava as folhas
à margem sombria do Sena
como se estivesse à porta
do seu último passo
(e eu à porta do meu próximo)