8-3.jpg
Luciene Carvalho - foto.jpg

Luciene Carvalho
A escritora é corumbaense, vive em Cuiabá, no Estado de Mato Grosso/BRASIL - desde 1974 - tendo já recebido o título de cidadã cuiabana. É membro da Academia Mato-Grossense de Letras/AML. Entre as obras poéticas publicadas, citamos: Aquelarre (2007); Insânia (2009); Ladra de Flores (2012)  e Dona (2018).

Creio 
Ser chegado o momento
De enxergarmos
Que de espontaneismo 
Não se faz o movimento
Há que se estar
Atentos
Atentas
Nossa arte é tanta 
Tanta
Mas também tem anta
Bem ao lado
Tem gado
Tem tipo
Que acha 
Que é só pegar
O bereré
Sabe comé...
À fundo perdido
Acha que artista
É tudo fudido
Melhor afinar o ouvido
Aqui tem até quando
Tem jamais
Tem ancestrais
Tem cultura raiz
Cicatriz
E até patente
Tem ciclo 
E fim de ciclo...
Saldo bancário
Salário
Não garante voz
Quem não tá entendendo do que falo
Menos entenderá do que calo
Ou não
Entendedores entenderão
Nós olhamos tudo
E guardamos 
O mover do jogo
Pra que lado vai
Somos mais que partido
Edital
Nota fiscal
Emenda parlamentar,
Somos a arte
O que parte
Somos cultura 
O que costura
Somos mais que classe
Somos seiva
Melanina
Epiderme
Percebemos
O tosco
O verme
Se eu ainda não disse
Digo
As vezes mimetizamos
Numa falsa tolice
Porém 
Estamos juntos
Atentos e desarmados
Somos a memória 
Uns dos outros
Sem que nada se revele,
Tá tudo tatuado 
Em nossa pele