11.png

Lívia Bertges 
(1987, Juiz de Fora-MG) apaixonou-se pela literatura quando integrou o grupo Contadores de Histórias do Colégio Metodista Granbery. É doutora em Estudos Literários (PPGEL/UFMT) e realizou estágio doutoral na Sorbonne Université (Paris, França). É mestra em Estudos Literários (UFMT) e também em Langues et Cultures Etrangères (Université Stendhal). Publicou artigos e poemas em revistas, antologias e sites. É parte do corpo editorial da Revista Digital Ruído Manifesto e integrante do Coletivo Literário Maria Taquara - Mulherio das Letras (MT). 

FIOS

Os saberes ancestrais
                              tocam dedos,
Cruzam caminhos
                                                em fios
frestas e ritmos.

 

A beleza em
                                 dança de mãos
tece cesta, tece sonho, tece esperança.

Nos resistentes toques
                                                         trocamos memórias
e admiração
                                 sobre o conhecimento


vivo e trançado em festa.

Poemas nas palmas das anciãs

                    do povo Rikbaktsa, Mainhã e Domingas.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook