Leni Zilioto 
é natural de Guaporé-RS. Residiu em Passo Fundo-RS, em Serafina Corrêa-RS e em Nova Mutum-MT. Atualmente, reside em Sinop-MT. É mestre em Gestão e Auditoria Ambiental e especialista em Educação Ambiental e em EaD. É bióloga, palestrante e escritora, com doze obras publicadas e várias participações em coletâneas. É curadora para exposições e coordenadora de projetos em audiovisual. Membro da Academia Sinopense de Ciências e Letras. Recebeu duas “Moções de Aplauso” e a “Comenda Colonizador Ênio Pepino” da Casa Legislativa de Sinop, e o título de “Cidadã Mato-grossense” da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, pela contribuição das suas obras à leitura, à literatura e à cultura mato-grossense.

CAROLINA 1

O sol dá bom dia
para a varanda da frente.
Despede-se
das janelas dos quartos,
da casa de campo.
Carolina desligou o computador.
Absorve a energia do sol.
Respira fundo, olha o silêncio.
Carrega de energia o dia...
... diferente.


A colher mexe no ritmo de valsa.
Os pensamentos dançam em ritmo
de rock and roll.
O aroma do almoço mistura-se ao cheiro
do mato e ao doce sabor do bolo de laranja.
Tudo o que veio, também o que encontrou,
invade a casa branca.
Sai pelas janelas.
Chama.

 

Ele chega,
como sempre.
Como sempre quis.
Tudo!
Tudo por ele.
Tudo para ele.
Ele.
O dono.
O poder.
O mundo.
O dono do mundo.
O dono da vida.
O dono do ritmo.
A morte do outro,
para sobreviver!
Na Terra.
Em qualquer terra...
Ele!

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook