4.png

João Bosquo Cartola

poeta, jornalista e licenciado em Letras/UFMT - publicou o livro Abaixo-Assinado (1977), em parceria com L. E. Fachin; Sinais Antigos (1981), Outros Poemas (1984), Sonho de Menino é Piraputanga no Anzol (2006), Imitações de Soneto (2015) e Seleta Cuiabana (2019); participou das antologias Abertura (1976), Panorama da Atual Poesia Cuiabana (1986), A Nova Poesia de Mato Grosso (1986) e Primeira Antologia dos Poetas Livres nas Praças Cuiabanas (2005); com Abdiel ‘Bidi’ Pinheiro Duarte editou o alternativo NAMARRA (1984/86) e coordenou o projeto POETAS VIVOS (1987/88), da Casa da Cultura de Cuiabá.

REAMANHECER

Morri e aqui estou
Neste corpo que nunca foi meu
(Nem a outra pessoa pertenceu)
Quando pouco amei 
Se amar não pude
Como fora minha intenção

Morto da silva
Esperando (quem sabe)
Um beijo que me adormeça
Me faça sonhar fora dos pesadelos
Pesadelos que não se dissipam
Mesmo que se desliguem as tomadas

Encontro-me morto e só
Sozinho converso tenteando o dia
Que a solidão inventou
De quebrar as vidraças
E deixar o ar evaporar 
Pelas minhas narinas...

Acordo, minha alma se levanta
Abre as portas e janelas
A vida invade minha casa
Como quem não quer nada
Mostra-me a paisagem... 
– Voo embora pássaro.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook