31.jpg

João Bosquo Cartola

poeta, jornalista e licenciado em Letras/UFMT - publicou o livro Abaixo-Assinado (1977), em parceria com L. E. Fachin; Sinais Antigos (1981), Outros Poemas (1984), Sonho de Menino é Piraputanga no Anzol (2006), Imitações de Soneto (2015) e Seleta Cuiabana (2019); participou das antologias Abertura (1976), Panorama da Atual Poesia Cuiabana (1986), A Nova Poesia de Mato Grosso (1986) e Primeira Antologia dos Poetas Livres nas Praças Cuiabanas (2005); com Abdiel ‘Bidi’ Pinheiro Duarte editou o alternativo NAMARRA (1984/86) e coordenou o projeto POETAS VIVOS (1987/88), da Casa da Cultura de Cuiabá.

QUANTOS AMORES

Quantos milhões de amores
há em você, em cada um dos seres
que compõem o seu corpo?

Quantos milhões de amores
há em mim, em cada um dos seres
que compõem o meu corpo?

Quantos milhões de amores
há numa pessoa, em cada um dos seres
que compõem o corpo dela?

Quantos amores, em milhões de estrelas
espalhadas pelo infinito cosmo,
podemos sentir sem tocar com as mãos?

O amor é finito, mas a sucessão
de amores não acaba
assim como as estrelas

Enquanto uma estrela morre
outras milhares explodem
alegres para o amor à vida.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook