Jade Rainho 
(Tucuruí, PA, 1985) é poeta, pesquisadora cultural, documentarista audiovisual, educadora e ativista pelos direitos humanos e da natureza. Coloca seus dons em movimento para servir à transformação amorosa da consciência humana e à preservação e defesa das culturas indígenas. Autora do livro “Canção da Liberdade” (2017), alguns de seus poemas concorreram a prêmios no Brasil e seu documentário de estreia, “Flor Brilhante e as cicatrizes da pedra”, foi exibido em 21 países e premiado no Brasil, Bolívia, Peru e México.

e de nada vale nada que não se comparta
   entre tudo que no fundo te tocar abra o fôlego afago abraço enredo
                   para dar e ser sem medo
          no efêmero que te acompanha respira inteiro ensejo
para inundar o Amor que é chama Vida transformando maior que o teu desejo
                   nascer e estar a lama da flor que queima o beijo
                que invade e se derrama e preenche sem endereço
           cortar do que se clama, sabor de recomeço
             a brisa leve inflama a dor de ter sem mesmo
    caber no fio que entorna a fome a febre o frevo


Cuyabá, outubro de 2015

AMAR O AMOR
ALÉM DOS MEDOS
ALÉM DA DOR
AMAR O AMOR

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook