PRIMER-PASO-2011-60x30x30--cms.png
irineu-jaeger.jpg

Ireneu Bruno Jaeger
Ocupa a cadeira nº 1 de Academia Sinopense de Ciências e Letras. É um dos fundadores da mesma. É professor aposentado da Universidade do Estado de MT. Publicou  poesias,  crônicas literárias e um romance. Recebeu Moção de Aplauso da Câmara de Vereadores e da reitoria pelo histórico da UNEMAT do Estado e do Campus de Sinop. Ao todo publicou 14 obras. É catarinense de nascimento e mato-grossense de coração desde 1977.

O Poeta e a dor 

Quintana, meu patrono, 
tu sofreste a poesia. 
Todo poeta passa 
pela dor. 
No sofrimento brotam 
ideias Ideais, sonhos. 
Mário, os governantes 
não te reconheceram 
nem mesmo os intelectuais 
do teu convívio. 
E os donos do dinheiro 
te puseram 
no olho da rua. 
Sempre houve quem 
teve sensibilidade 
e reconheceu teu valor, 
e deu amor: 
um jogador de futebol: 
Paulo Roberto Falcão. 
Ele fazia poesia com a bola. 
Os poetas jogamos bola 
com as palavras. 
Ambos encontramos bálsamo 
de permeio a sofrimentos.