Gabriela Ruivo Trindade
(Lisboa, 1970) formou-se em Psicologia. Vive em Londres desde 2004. Venceu o prémio LeYa em 2013 com o seu primeiro romance, Uma Outra Voz (LeYa, 2014), distinguido com o PEN Clube Português Primeira Obra (ex-aequo) em 2015 e publicado no Brasil em 2018 (LeYa – Casa da Palavra). Publicou o conto infantil A Vaca Leitora (D. Quixote, 2016). Entre 2016 e 2019 participou em várias antologias de poesia e conto. O seu primeiro livro de poesia, Aves Migratórias, foi publicado em Maio de 2019 pela editora On y va. Dirige a Miúda Children’s Books in Portuguese, uma livraria online sediada no Reino Unido, especializada em literatura infanto-juvenil escrita em português. (www.miudabooks.co.uk) - https://gabrielaruivo.blogspot.com/

LENÇOL BRANCO

Não sei onde anda
Essa outra metade de mim
Os jornais deixaram de dar notícias
E todos esqueceram o assunto
Não sei onde andam os meus pés
Nem os meus pensamentos
Noutro dia, acho que os encontrei, aos meus pés
Estavam na televisão
No corpo de outra pessoa
Um cadáver na morgue
Um homem da minha idade
Encontrado morto em casa
Não há suspeitas de homicídio
O coração estava do tamanho
De uma bola de futebol
Também não sei onde anda o meu coração
Mas acho que o vi ontem
No meio do relvado
Pontapeado contra a baliza
Goooolo, grita, furiosa, a dor no meu peito
Talvez seja bom não saber dos meus pensamentos
Ter a cabeça vazia. Oca.
Um lençol branco dentro dos olhos

Outubro de 2019

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook