Evel Rocha
Nasceu em 1967, na Ilha do Sal, Cabo Verde. Graduado em Teologia e Psicologia, pós-graduação em Poder Local (2010), fez o mestrado em Psicologia (2009) e Supervisão Pedagógica (2012). Neste momento está a fazer um doutoramento em Teoria Literária, pela Universidade de Valladolid. Participou de várias conferências nacionais e internacionais como orador na área da literatura e é membro da Academia de Letras de Cabo Verde. Livros publicados: Versos d`Alma (1997, poesia), Estátuas de Sal (2003, romance), Marginais (2010, romance), Cinzas Douradas (2015, poesia), Cisne Branco (2017, romance), Campo da Fortuna (2018, romance).

DO MENINO QUE ATIRAVA PEDRAS

Quando eu era criança
arremessava pedras
que se transformavam em flores
em pleno voo
pedras que musicavam poemas
da terra-boa escalavrada

eu espalhava pedras
desenhando no chão
tesouros, paiol de rosas E açucenas
rendilhadas a ouro
ideograma de pedras rubicundas
substanciadas em romarias
pedras do menino fazendo arte
um horto de alma, um porto de calma

envelheci com o tempo
meus irmãos perderam-se em aventuras
o mundo continua em voltas tresloucadas
mas as pedras ainda lá estão
incólumes
guardando a imagem
do menino que atirava pedras.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook