© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook

Odair de Morais

(Ôda), cuiabano, autor de Contos Comprimidos (Multifoco, 2016) e do volume de haicais Instante Pictórico (Carlini & Caniato, 2017).

o andarilho disse
oi: e ao vento se foi
segurando o chapéu

...

lâmpada acesa
no fundo do bar: a mesa
de bilhar às moscas

...

manhã. seis palavras
no tuíter: um bem-te-vi
na antena da sky...

...

asfalto em penumbra:
à toa, um rato
aprecia a bruma

...

monalisa se insinua 
na tela do celular
viraliza: nua

...

monalisa se insinua 
na tela do celular
viraliza: nua

...

cartas ao vento...
os jogadores de truco
dispersos na praça

...


a luz embaça
procuro-a da janela:
luar de condomínio

...

noite no garimpo
céu tod’estrelado na 
lona do barraco

...

a menina corre 
ao ver a flor na calçada:
voa a borboleta

...

réstia de sol - doura 
a última foto do ano, 
já salva em sépia

...

escrevo: chove.
de chofre, as folhas túrgidas 
no meu caderno

...

janela de hotel -
um espião por trás da 
cortina de chuva

...

sobe sonolenta
a fumaça de café -
desjejum na praça
completo blecaute:
o silêncio repercute...
eis a lua, desfrute!

...

longa espera -
a galera se aglomera
no grito de gol

...

uma flor roxa 
cai na coxa da moça -
à sombra do ipê

...

vestida de longo 
chega a visita. de longe,
a vista embaça

...

as mangas maduram
com requinte. no quintal,
vem outro pedinte

...

lição. em silêncio,
a professora arrasta
a perna lesionada