© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook

Marilza Ribeiro

Nasceu em Cuiabá, em 27 de março de1934. Graduou-se em Psicologia, pela Faculdade de Ciências e Letras São Marcos, em São Paulo - SP. Foi presidente da Associação de Mulheres de Mato Grosso. É escritora e desenhista. Foi homenageada na Literamérica (2006), em Cuiabá-MT. Diversas vezes premiada, publicou seis livros de poesia e possui mais cinco inéditos.

AS PALAVRAS ERRANTES DAS MULHERES POETAS

Nossas palavras andam... andam...
podem ir à lugares sagrados
ou a lugares profanos...
Podem visitar terrenos férteis 
onde arrancam as raízes suculentas da memória e se fartam delas...
Podem ir às suas instâncias sombrias 
para conversar com os fantasmas e demônios do tempo...
podem repousar em olhares ou lábios ardentes dos desejos... 
Podem ir  à lugar nenhum... 
podem ficar numa rede armada à sombra de uma árvore para poder sonhar 
e confabular com a brisa que lhe traz
segredos de lugares  longínquos do mundo... 
Até que então, ao caminharem por aí errantes, 
alguém as descubra como a poética-seiva dos mistérios 
e se alimenta delas... 
As palavras errantes das mulheres-poetas andam com o vento...