© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook
MITO

Mijo? Merda! Mesma maçada. Mesma moral micha. Mesma marola má. Mito mole. Mito murcho. Mito mudo. Mixórdia mascarada. Me mentiram muito: mania moderna. Mas minha mente muda. Miro meus medos. Mato meus males. Maluco mistificador! Mandachuva mequetrefe. Maioral miliciano. Machão mixuruca. Mito mutante. Mito mala. Mito mau. Mijo? Merda? Memes? Mínima moral multiplicada. Mórbida mídia. Mensagem maciça. Maquiam mantras marcantes. Menos matéria, mais mexerico. Matar Momo? Muito mal, muito mico! Megamilico. Minimérito. Maximula. Micromacróbio. Militância mesquinha mostra meretriz? Manada míope. Mascotes motivados. Massa maniqueísta. Mal motivados. Melancólico momento.... Menos música? Menos museus? Maçada mortal. Meninos massacram ministros. Malcriados! Mal-educados! Moleques mimados. Molesta monarquia. Militares manobram metodicamente. Muito maquiavélicos. Mexericos. Meandros. Mentiras. Ministra maluca! Moralismo medíocre. Ministro maculado mete medo. Marionetes maquiaram maiorias, maquinaram manipulações, mentiram milagres. MEC mediocrizado. Moro murcho. Monetarismo monstruoso. Meritíssimos mercadores. Mamata mimetizada. Mísero mandato. Marionete mental. Mito? Máximo? Maravilhoso? Mentira! Matuto. Machista. Misógino. Maligno. Militar medíocre. Mentecapto midiático. Mobral melhorado. Meia milha. Miolo mole. Merdou tudo... Misericórdia! Mostrem mais maturidade! Mais moderação! Mais modos! Mudem. Marchem modestos. Menos molecagem, menos mimimi, menos mito. Melhore Messias, melhore!

Eduardo Mahon

41, é carioca da gema, advogado e escritor. Mora em Cuiabá com a esposa Clarisse Mahon, onde passa sufoco com seus trigêmeos: José Geraldo, João Gabriel e Eduardo Jorge. Autor de livros de poemas, contos e romances, publica pela Editora Carlini e Caniato.