© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook

Caio Augusto Ribeiro

É de Rondonópolis, cidade onde nasceu em 1996, mas reside em Cuiabá desde 2011. Estudante de Ciências Sociais na Universidade Federal de Mato Grosso participa ativamente do meio artístico. Ator, diretor e performer, Caio desenvolveu diversos projetos artísticos, como o de roteirista de filme e diretor de livro.

I

Fixar-se

na raiz

de uma

nuvem

Provar

o tato

das pedras

usando 

pétalas

II

musgo

dentro

de toda

parte de

fora.

 

Buscar o

tempo

enquanto

a nuvem

chora.

III

pétalas

para

espantar

a eternidade

 

pedras para

firmar o

efêmero

 

IV

gosto

líquido da

fruta na língua

silêncio para

o paladar

dançar

 

V

lama

para

a festa.

Fresta

do eterno

destino

dos nós.