2.jpg
Bruno-Oggione.jpg

Bruno Oggione
Nasceu em 1990 na cidade do Rio de Janeiro. É graduado em Letras (UERJ), mestre em Literatura Portuguesa (UERJ) e doutorando em Literatura Portuguesa (UERJ). Autor dos livros Mãos de Ninguém (pequenas astúcias) (Editora Morandi) e Velas pandas, andas... – Ode Marítima e Os Lusíadas (Folio Digital). Tem trabalhos publicados nas revistas Mallarmargens, Aboio, Ruído Manifesto, Torquato e Tamarina.

ruínas tão granuladas quanto
rodar uma ilusão na
morte

e que deixa sua força
comum
no sonho mínimo
da exaltação

mãos imprescindíveis / vazio
dos renascimentos que se formam
latentes

o canto do mundo no mar
– amor: profundeza lisa
algumas praias
nudez rara e epifânica uma união
incerta uma lua
seguro uma palavra
ao vento

num relâmpago os gritos atrás dos astros

o cheiro da terra