10.png

Aruã Callil 

Artista convidado

BIOGRAFIA

Os primeiros cliques de Aruã Callil fora feitos ainda menino, quando estudava no Colégio São Gonçalo, com câmeras amadoras dependentes de filmes de rolo para os registros de luz. Ainda, claro, sem a mínima noção da influência e proporção que a fotografia iria tomar em sua vida.


Acabou por ir morar nos Estados Unidos e lá resolveu dedicar-se com mais afinco ao estudo da arte. Em companhia da mãe e do irmão, partiu em uma road trip de costa a costa e, durante esse período, terminou por capturar as imagens que comporiam sua primeira série exposta.


Nessa viagem norte-americana, havia de tudo um pouco: praias e museus na Califórnia, a ponte Golden Gate, o Grand Canyon e diversas outras paisagens, todas filtradas pela inquietude e desejo artístico do jovem. Sobre as influências, cita Sebastião Salgado, mas se mostra atento ao trabalho de fotógrafos locais.


Para o futuro,  a ideia é voltar as percepções para uma série urbana, deixar de lado um pouco a harmonia (ainda que violenta por vezes) da natureza para focar na desordem e caos urbanos. “Comecei a me aventurar por cenas de Cuiabá. Quero adentrar em percepções mais geométricas, deixar essa realidade que dá pra se ver, um morro, uma cachoeira, pois quero algo mais abstrato. Algo que Cuiabá proporciona muito no ambiente urbano”.

© 2019 - Revista Literária Pixé.

  • Facebook