MAXIMA-ALTURA-(detalle)-1.png
Foto_-_Andr%C3%A9_Siqueira_edited.jpg

André Siqueira
É poeta residente em Jacareí, interior de São Paulo. Colaborou nas revistas Acrobata, Subversa, Mallarmargens, Ruído Manifesto, Gueto, Aboio, entre outras. Publicou de forma independente dois livretos, e em 2020 seu primeiro livro de poesia  As Manhãs Fechadas (editora Gataria) foi lançado. Cursou a faculdade de Letras, sem concluir, e participa de eventos, oficinas entre outras loucuras literárias.

A cacofonia do relógio pujante
zune discursiva, serpenteia no
pomo-de-adão sôfrego.
Autoflagelação furta-cor condensada 
nos objetos por vezes peçonhentos 
ponteados nas pontes sob autópsia.
Pressurosos contamos o sangue na 
relva pingado. De punhos 
cerrados à floração escarra-se 
a força no entulho de escaras vividas.