NI-TANTO-NI-TAN-POCO-mex-ginoc.png
Aclyse-Mattos.png

Aclyse Mattos
É escritor, poeta e professor da Faculdade de Comunicação e Artes da UFMT. Livros publicados: Motosblim: a incrível enfermaria de bicicletas (infantil – 2019) O sexofonista (contos - 2018), Sabiapoca – Canção do Exílio sem Sair de Casa (infantil – 2018), Festa (poesia – 2012), Quem muito olha a lua fica louco (poesia – 2000).

Signo ¹


Magma
Enigma
Resmungo

¹ Modo de performar: para ser falado indistintamente e repetidamente por toda a plateia, público, coro grego, torcida organizada etc... de modo que ao longe toda nasalidade dos M e N e toda guturalidade do G soem como o som de uma imensa colmeia de abelhas-humanidade. Modo de performar 2: gravar toda essa ruidosa colmeia e botar numa cápsula espacial e mandar para o espaço onde: a) ou ninguém vai entender nada mesmo (quem entende as abelhas?), ou: b) não vai haver nem tecnologia compatível para escutar (quem no universo entende que as abelhas existem? Bom, talvez Deus.)